Vamos Conversar?

O perigo do uso de fones de ouvido em crianças

É cada vez mais comum e em idades mais precoces que as crianças utilizem os fones de ouvido para brincar, jogar ou escutar músicas. O que desconhecemos é que esses hábitos cada vez mais cotidianos podem prejudicar a saúde auditiva dos pequeninos.

O uso desse tipo de dispositivo pessoal, como reprodutores de Mp3, Ipods ou smartphones, podem ter um custo altíssimo em quem utiliza durante um tempo muito prolongado e em níveis prejudiciais (som alto acima dos níveis de tolerância), o problema é quando os pais não conseguem determinar esse “uso prolongado” e “volume excessivo” ou até mesmo preferem que a criança fique no celular e com o fone de ouvido para distração e sem dar “trabalho”.

O ouvido da criança, assim como outros órgãos do corpo, é mais sensível do que no adulto e a perda auditiva ou mesmo outros sintomas podem aparecer precocemente, como zumbido, dores de cabeça etc..

Hoje é consenso entre os especialistas que devemos evitar esse hábito em crianças, esse alerta mundial não deve ser ignorado, pelo bem de nossas futuras gerações.

Alguns cuidados básicos podem ajudar a prevenir problemas auditivos pelo uso excessivo do fone de ouvido:

É muito importante a conscientização dos pais de que a perda auditiva por excesso de ruído é irreversível e trata-se de uma questão de saúde pública. Vamos todos incentivar nossos pequenos a se divertirem com brinquedos menos agressivos a saúde, porque ralar o joelho jogando bola tem cura, perda auditiva não!

Copyright © CONSI- APARELHOS AUDITIVOS 2021 . Todos os direitos reservados