Vamos Conversar?

Preciso de aparelhos auditivos, e agora?

Carta aberta de uma Fonoaudióloga para quem acabou de descobrir que precisa fazer uso de aparelhos auditivos.

 

Nem sempre é fácil receber a notícia de que é necessário fazer uso de aparelhos auditivos. É muita informação para administrar, consulta com otorrinolaringologista e com fonoaudióloga, saga para descobrir o preço dos aparelhos auditivos, muita coisa a ser feita e muito cuidado a ser tomado! O pior é que nem sempre a gente percebe a real necessidade em fazer uso deles, e para facilitar os profissionais especialistas dizem que se dar bem com aparelhos é “uma questão de adaptação”.

Não se assuste, nem desista no meio do caminho! E sim, eles estão certos, é um processo de adaptação! Mas essa jornada pode ser leve se você conseguir entender o que está por trás de tudo isso: aparelho auditivo é qualidade de vida, é um cérebro mais estimulado, é mais conexão entre você e quem você ama!

Há alguns sortudos, e te juro que eles existem de verdade, que se encantam com seus aparelhos auditivos logo no primeiro uso, amor ao primeiro som. Eu já vi gente chorar ao conseguir manter uma conversa em meio ao barulho do trânsito! Mas, a maioria das pessoas com algum grau de deficiência auditiva leva um tempo até se acostumar e gostar desse novo modo de ouvir a vida.

Eu separei algumas dicas que são essenciais para que esse processo de adaptação seja mais fácil, preste atenção e reflita com carinho em cada uma delas, principalmente nas duas últimas.

 

ENTENDA A SUA PERDA AUDITIVA

A perda auditiva pode se manifestar em diferentes tipos, graus e em diferentes fases da vida. Compreender o tipo de perda auditiva permite conhecer possibilidades de tratamentos existentes. É importante ter em mente que perda auditiva não necessariamente te limita; Beethoven compôs a IX Sinfonia sem ouvir quase nada!

 

PROCURE INFORMAÇÃO

Há disponível no mercado uma infinidade de aparelhos auditivos que se adaptam aos mais variados perfis de perda auditiva e estilo de vida, com diferentes tecnologias e possibilidades de conectividade. O fonoaudiólogo especialista em aparelhos auditivos é o profissional mais indicado para te auxiliar na escolha certa. Faça a ele todas as perguntas que vier a sua cabeça.

Conheça os recursos disponíveis e peça indicação a quem já usa aparelhos. É importante ter em mente que grande parte dos fabricantes possuem bons aparelhos auditivos, porém ele precisa ser adequadamente ajustado a você.

 

SUPORTE FAMILIAR

Ter apoio é importante em todos os momentos da vida, no processo de adaptação de próteses auditivas não é diferente.  Peça para que alguém te acompanhe nas consultas, assim o seu familiar pode ficar por dentro dos impactos da perda auditiva no dia a dia e aprender a melhor forma de lidar com isso.

Até porque, um fator que nos diferencia como seres humanos é a comunicação, e uma comunicação efetiva depende de interlocutores dispostos a trocar experiências.  Paciente e familiares precisam compreender que o aparelho auditivo, ainda que essencial, não é pó magico de Pirlimpimpim, quem escuta é o cérebro e nós podemos melhorar o ambiente de escuta para conversar com quem mais amamos.

 

PARTICIPE DO PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO

Esta etapa é fundamental, o usuário de aparelho auditivo precisa comparecer em todas as sessões de acompanhamento. É através destas sessões que o seu aparelho vai ficar cada vez mais adaptado ao seu estilo de vida e necessidades auditivas.

O seu fonoaudiólogo realizará ajustes de programação, verificará o funcionamento e auxiliará na manutenção do aparelho. A manutenção, aliada ao seu cuidado diário, irá garantir maior durabilidade do seu dispositivo. Sem contar que será cada vez mais prazeroso ouvir com aparelho.

 

REGRA DE OURO: USE SEU APARELHO AUDITIVO TODOS OS DIAS

Eu sempre friso muito esse ponto nas minhas consultas, e deixarei registrado aqui como uma regra de ouro: use seus aparelhos auditivos todos os dias!

Isso favorecerá o processo de adaptação e aclimatização. Lembre-se de que quem escuta é o cérebro, você precisa estimulá-lo. Uma boa adaptação começa quando você entende o motivo que te fez usar aparelho auditivo, e dê ao seu aparelho auditivo a oportunidade de fazer parte de todos os seus momentos e melhorar a sua qualidade auditiva.

 

Com tudo isso em mente o percurso será mais agradável. Seja gentil com você mesmo e dê tempo ao tempo. Encare esse novo desafio com prazer e recorra sempre a um fonoaudiólogo bem qualificado.

Eu desejo a você uma encantadora jornada! Repleta de sons que antes estavam esquecidos e de conversas emocionadas.

 

Fga.: Marina Cavalcanti

CRFa 2-21178

Copyright © CONSI- APARELHOS AUDITIVOS 2021 . Todos os direitos reservados